Marina Silva
REDE
<< Voltar

“Precisamos valorizar os professores brasileiros”, diz Eduardo

Publicado em

O presidenciável cumpriu agenda em São Paulo nesta segunda-feira (11), onde participou de sabatina organizada pelo portal G1. Na entrevista, o presidenciável apresentou suas propostas para recuperar a educação no Brasil, como a ampliação do acesso ao ensino médio em tempo integral e o passe livre. Candidata a vice, Marina Silva acompanhou Eduardo e assistiu à entrevista.

Eduardo Campos defendeu uma gestão que valorize os professores e proporcione mais qualidade na rede pública de ensino do Brasil. Para ele, o primeiro passo é valorizar a remuneração e planos de carreira, respeitando a lei do Piso Salarial Profissional Nacional. “O Piso Nacional é importante e somente cinco Estados pagam e cumprem. Pernambuco é um deles”, disse.

A Lei do Piso Salarial Profissional Nacional (11.738/2008) regulamenta o piso salarial dos professores do magistério público da educação básica e os critérios de repasse de recursos. Com base na sua experiência como ex-governador de Pernambuco, um dos Estados que cumpre a lei na íntegra, Eduardo reitera seu compromisso com a educação no País. “Nos próximos quatro anos vamos valorizar o Piso Nacional e os professores do Brasil. Não podemos continuar com o desprestígio histórico dessa função”, reforça.

“Dá para concluir a implantação do ensino em tempo integral em quatro anos, antecipando a meta do PNE (Plano Nacional da Educação), que prevê um prazo de 10 anos”, disse o candidato. “Nessa linha, vamos priorizar a universalização do ensino médio em uma expressão maior, no ensino fundamental I e II, pré e creches, para que as crianças tenham educação desde a primeira infância”, completou.

Comentários

<< Voltar