Marina Silva
REDE

Que em 2018 as porções de oásis se multipliquem, se espalhem e cresçam

Dois mil e dezessete não foi fácil. Nas retrospectivas, predominam as imagens e sons da violência, no Brasil e no mundo. Com um detalhe de efeito nada estético: a estupidez e o ridículo de uma política degradada, que perdeu o respeito por si mesma.

Foi o ano da consagração das “fake news” e da violência doméstica transformada em comportamento público, bem compatível com a degradação da ética e a polarização política, levada às últimas consequências, por aqueles que deveriam servir de exemplo.

Felizmente, no calor e na secura de 2017, pudemos usufruir de algumas porções de vida, a água pura da ética e a proteção da solidariedade. E mesmo em meio ao deserto, existem oásis, onde a esperança renasce sempre verde.

Vimos o jornalista Matheus Leitão, na defesa amorosa do nome de seus pais, ofertando a flor mais bela do perdão àqueles que os torturaram na escuridão dos porões da ditadura. Vimos crescer a árvore da justiça nas palavras do Ministro Herman Benjamin, recusando-se a carregar o caixão da democracia no processo de cassação da chapa que se beneficiou da fraude eleitoral de 2014.

Vimos brotar o apelo em favor da liberdade de expressão para Judith Butler, na renovação da velha máxima da democracia: “não concordo com tudo o que dizes, mas defendo teu direito de dizer”, na preleção corajosa do pastor Ed René Kivitz. Vimos o cantor Caetano Veloso, que se confessa sem fé, homenagear seus filhos crentes ofertando-lhes as sementes da fé católica de sua amada mãe, dona Canô.

Em nossas vidas, nossas famílias e comunidades, no esforço de atravessar os tempos difíceis, apoiando-nos uns aos outros na busca de um futuro sempre melhor, vivemos milhares desses pequenos oásis. Momentos de alívio feitos de honra, respeito, tolerância, esperança, humildade, amor e fé. Que em 2018 as porções de oásis se multipliquem, se espalhem e cresçam em nossas vidas, nossas famílias, nosso país e em todo o mundo.

Comentários

Conteúdo relacionado:


Saudade e gratidão

+ Leia Mais

Os brasileiros também poderão dar sua nota para quem está ...

+ Leia Mais

É preciso reacender a esperança de um futuro melhor

+ Leia Mais

Continue navegando: