A desistência do Brasil em sediar a COP25 dá uma sinalização do descaso do próximo governo

A desistência do Brasil em sediar a Conferência do Clima da ONU em 2019 (COP25) dá uma sinalização do descaso que o próximo governo terá com a agenda multilateral sobre meio ambiente. Infelizmente, depois de décadas de protagonismo, o país agora caminha para trás.

Bolsonaro decidiu que o Brasil não vai sediar a COP25, apesar do seu chefe da Casa Civil dizer que teria sido o Itamaraty. Essa decisão e a defesa equivocada da saída do Acordo de Paris levará o país à irrelevância internacional nessa agenda. É mais do que constrangedor, é vergonhoso!