Defende uma reinvenção da educação

Se a educação é a base para o futuro, precisamos pensá-la a partir do amanhã que queremos: inclusivo, em rede, preparado para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades do século 21. O futuro do Brasil será decidido nas salas de aula. A educação é direito fundamental previsto na Constituição Federal e é também condição para o desenvolvimento social e econômico do país. A igualdade de oportunidades só será alcançada com a garantia de que todos os brasileiros e brasileiras tenham acesso à educação de qualidade.

  • Criança é prioridade absoluta. Focaremos na primeira infância –  de 0 a 6 anos, ampliando oferta de creches dos atuais 30% para 50% em todo o país e universalizando a educação na faixa de 4 a 5 anos.
  • O país criou o Plano Nacional de Educação (PNE) que é bom. Vamos trabalhar para a sua implantação.
  •  Apoiar os Estados e Municípios na implementação da Base Nacional Comum Curricular, outra conquista do país que precisa chegar até o fim.
  • Aproximar educação, cultura e ciência.
  • Ampliar a oferta de ensino técnico e profissional pautando cursos de acordo com a demanda do mercado de trabalho.
  •  Investir no professor aprimorando a formação pedagógica e os planos de carreira.
  • Aproximar o ensino superior a política de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I)

Nenhum país terá como alavancar seu desenvolvimento sem promover a disseminação da ciência, inovação e tecnologia no âmbito da sociedade. No Brasil, será preciso retomar firmemente, de forma contínua e articulada as políticas públicas, aumentando os recursos para CT&I, com atenção para combater as desigualdades regionais e a pouca inserção no sistema produtivo.